27/09/2011

Terrier Brasileiro

||

O terrier brasileiro, popularmente conhecido no Brasil como “Fox paulistinha” é, juntamente com o Fila brasileiro, uma das duas únicas raças nacionais que contam com reconhecimento internacional atualmente.


A história da raça começa com os cães caçadores de ratos (rateiros) trazidos nos navios portugueses e holandeses que chegavam ao Brasil durante o Século XIX. Estes terriers europeus, misturados com cães já existentes no Brasil foram a base para a criação do terrier brasileiro. Alguns acreditam que estes terriers seriam cães da raça Jack Russel terrier, enquanto outros afirmam que o verdadeiro ancestral do terrier brasileiro é o Fox terrier de pêlo liso e, existe ainda quem afirme que as duas raças participaram da formação do terrier brasileiro. É provável que estes terriers europeus ao chegar no Brasil tenham sido cruzados com cães de outras raças, entre elas o Pinscher e o Chihuahua e também com cães autóctenes, ou seja, cães nativos, existentes no Brasil.


Os criadores brasileiros da raça tentaram o reconhecimento internacional da mesma pela primeira vez em 1964, mas, devido ao número muito pequeno de cães no plantel da raça, esta tentativa fracassou, sendo que a raça só obteve seu reconhecimento oficial pela FCI no ano de 1994.


Este é um cãozinho alegre e simpático, ativo e muito vivo, possui temperamento determinado e valente como a maioria dos terriers. O terrier brasileiro ou fox paulistinha, mesmo não tendo participado do famoso trabalho do Dr. Stanley Coren sobre a inteligência canina é um cachorro muito inteligente, de rápido aprendizado, que pode ser um pouco teimoso às vezes por seu “espírito terrier” mas ainda assim é considerado um cão bastante esperto e capaz de aprender e executar diversos truques, o que lhe rendeu participação em espetáculos circenses no pássado. Muito apegado aos seus donos, pode ser um pouco ciumento, como está sempre alerta o terrier brasileiro também pode vir a ser um bom cão de guarda de alarme. Atualmente a raça é uma agradável companheira e tem se mostrado boa para a prática do agility.

Os terriers brasileiros, apesar de serem cães ativos, são adaptáveis e podem viver bem em apartamentos desde sejam exercitados diariamente e desde que sejam educados para não latir toda vez que alguém passar na frente da porta do apartamento. Seu pêlo é de fácil manutenção e uma escovação semanal é suficiente para manter a pelagem bonita. Cães desta raça são bastante saudáveis e resistentes, além disso, costumam ser longevos.

Terrier Brasileiro

Altura: do
Macho: de 35cm a 40cm
Fêmea: de 35cm a 38cm
Peso: Até 10kg
Grupo: Grupo 3 – terriers de grande e médio porte
Funções: Companhia e guarda de alarme
Grau de atividade: Alto
Pêlo: Curto, liso, fino e bem assentado.
Cor: Fundo branco com manchas preto, marrom ou azul (a cabeça sempre deve ser colorida). Marcas fogo sempre presentes acima dos olhos, nas laterais do focinho, na face interna e no bordo das orelhas. Uma lista branca no focinho é admitida.
Nome de origem: Terrier Brasileiro
País de origem: Brasil
Registro FCI: 341

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hi guys!!!!
Hey aqui é Wendy, blogueira desde 2010! Viciada em animes, amante de livros e adora ver séries! Criei esse cantinho na intenção de ajudar na criação e personalização de blogs e sites.
Wattpad Facebook Tumblr Instagram