05/10/2011

Azawakh

||
O azawakh é uma raça africana muito antiga, nativo do vale de Azawak, na região de fronteira de Mali. Este galgo foi desenvolvido pelos povos tuaregues do Saara especialmente para a caça à gazela. O azawakh é criado a mais de mil anos pelos povos nômades do Sul do Saara, que o consideram um símbolo de status social e força, por isso também ficou conhecido como galgo tuaregue e galgo Sul saariano. A raça é aparentada com o sloughi e com o saluki.

O azawakh é um grande corredor, capaz de alcançar a gazela em fuga e morder suas patas para fazê-la tropeçar. Tradicionalmente os nômades tuaregues levam seus cães montados nos cavalos, para que não se cansem, enquanto procuram as gazelas no deserto, apenos no momento em que as gazelas são avistadas o azawakh é solto e inicia-se a caçada. Apesar de sua aparência “frágil” o azawak é extremamente resistente, capaz de perseguir a cazela sob o sol do deserto por até seis horas ininterrúptas.
Quando a presa é alcançada o cão não deve abatê-la, apenas derrubá-la e mantê-la sob controle até a chegada do caçador à cavalo. Este estilo de caça ainda é praticado por povos nômades do Saara que ainda criam seus azawakh. Além disto, cães desta raça são excelentes saltadores, capazes de caçar pássaros em pleno vôo, estes cães são também os guardiões dos acampamentos e rebanhos nômades, protegendo as pessoas e os animais de chacais, hienas e Cães selvagens africanos.

Apesar das origens da raça serem muito antigas, ela só se tornou conhecida na Europa a partir de 1970. Como os nômades consideravam uma ofensa caso alguém tentasse comprar um de seus cães, outros povos não tiveram acesso à raça por muito tempo. Quando o Dr. Pecar, embaixador da Iugoslávia recebeu o título honorário de “Grande caçador africano” tentou comprar um casal destes cães, mas não obteve sucesso. Apenas quando o Dr. Pecar retornou ao seu país natal recebeu de presente, como uma homenagem um filhote macho de azawakh, mas ainda assim não conseguiu comprar uma fêmea para levar a Iugoslávia. Anos mais tarde voltou à África e foi chamado para caçar um elefante que estava atacando acampamentos nômades. Como recompensa por seu trabalho os nômades lhe presentearam com uma fêmea da raça, e a partir deste casal levado para a Iugoslávia é que a criação da raça na Europa pode ser iniciada.

O Azawakh é um cão muito rústico, resistente e alerta. Seu temperamento é muito independente, de forte personalidade, dono de uma boa memória e de uma vontade muito forte, alguns adimiradores da raça dizem que “Um azawakh escolhe de quem vai gostar ou não”, esta raça é normalmente reservada, carinhosa com seus “escolhidos”, possui ainda um certo “espírito selvagem”. Estes cães são muito inteligentes, mas extremamente independentes e donos de vontade própria e, por isto mesmo, pouco obedientes. Sua educação deve ser iniciada precocemente e ser conduzida com muita paciência pelo seu dono.

Cães desta raça precisam de muito espaço e exercício, devem ter a possibilidade de correr livres, nunca devem ser mantidos dentro de um apartamento. Seu pêlo, muito curto, não requer cuidados especiais, apenas uma escovação regular para a retirada de fios mortos é suficiente. Os donos devem estar cientes que todo galgo é mais sensível a anestésicos que outros cães do mesmo peso e sempre que for preciso lembrar ao veterinário desta particularidade da raça.


Azawakh

Altura:
Macho: de 64cm a 74cm
Fêmea: de60cm a 70cm
Peso: Macho: de 20kg a 25kg
Fêmea: de 15kg a 20kg
Grupo: Grupo 10 – lebréis de pêlo curto
Funções: Companhia, caça
Grau de atividade: Alto
Pêlo: Rente, fino, reduzido até à ausência de pêlo sobre o ventre
Cor: Qualquer nuance de Fulvo, com marcacas brancas, pode ou não apresentar máscara preta.
Nome de origem: Azawakh
País de origem: Mali
Registro FCI: 307

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hi guys!!!!
Hey aqui é Wendy, blogueira desde 2010! Viciada em animes, amante de livros e adora ver séries! Criei esse cantinho na intenção de ajudar na criação e personalização de blogs e sites.
Wattpad Facebook Tumblr Instagram